Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Windows Phone Blog

Windows Phone Blog

Venda da Nokia à Microsoft poderá não ser benéfica para nenhuma das marcas nem para os utilizadores

A compra da Nokia por parte da Microsoft, poderá não ser benéfica para nenhuma das marcas nem para os utilizadores. A princípio tudo são rosas. A Nokia encaixa uns largos milhares, foca-se no segmento de redes e serviços de mapeamento (Here) e tira um peso das costas (ainda não estava a ter lucro com o segmento mobile), os prejuízos é que baixavam de semestre para semestre.

 

              

 

Aqui começa o problema! A Nokia não estava a ter lucro, mas o prejuízo baixava de dia para dia, e com o volume de vendas dos Lumias, era uma questão de tempo até tudo estar estabilizado nesse segmento. A Nokia não irá produzir mais telemóveis ou smartphones com a marca “Nokia”, ponto final. Será que esse segmento de redes e de mapas, será o suficiente para alavancar uma marca com mais de 100 anos como a Nokia? Não me parece. Vai cair no esquecimento e num baixo volume de negócios voltado para empresas, como foi o caso da Ericsson, Alcatel, Siemens, etc…

 

Outro problema, será a política de preços da Microsoft. Todos sabemos que os produtos Microsoft são extremamente caros, e fora do alcance da maioria dos utilizadores. Windows, Office, Surface, etc… são produtos extremamente caros, e no caso do software, a pirataria espelha isso mesmo, falta de poder de compra por parte dos utilizadores. Quanto vai custar um Lumia com a marca Microsoft daqui a 2 anos? Vai rondar os 800 euros, à semelhança do Surface? O que vai acontecer ao segmento de gama baixa/média: Lumia 520, 620, etc…?

 

Outro grande problema para a maioria dos fãs e utilizadores Nokia, é o facto de ter assistência técnica Nokia perto de casa, certo! O que vai acontecer com as lojas físicas da Nokia? Vão continuar, ou vamos ter de levar os aparelhos comprados às operadoras, ou às lojas onde o compramos e esperar semanas por ele, ou até meses, nos casos de compras online?!

 

Em suma, e se a minha experiencia enquanto amante das tecnologias não estiver errada, vamos ter uma segunda Apple, com produtos caros e inacessíveis à maioria dos utilizadores, equipamentos voltados para as classes média/alta. Não foi isto que eu idealizei para o Windows Phone, e é por esse motivo que eu não gosto da Apple (política de preços).

 

Acho que ninguém tinha tocado nestas questões ainda, e até final de 2014, vamos fazer apenas suposições, e ver o que nos reserva a Microsoft. No entanto é bom estar alerta, e ver para que caminhos nos quer levar a Microsoft com os Lumias.